Caraúbas – 28 e 29 de novembro

Dezembro 4, 2008

Foram 28 horas de onibus de Barreiras para Parnaiba! De lá alugamos um carro e seguimos para Caraúbas do Piauí. Chegamos já de noite lá e nos deparamos com a pousada presídio dos irmãos metralha. Sem condições nenhuma de hospedagem, o banho era de cuia, e dormida com aranhas. Voltamos para a linda cidade de Buriti dos Lopes, onde encontramos a pousada do topografo aposentado que mantia conexões a tempo real com universos paralelos!
No dia seguinte começamos em Caraúbas. Fomos acompanhados por duas funcionárias do conselho tutelar. Identificamos que uma das fontes de renda do municipio vinha das carnaúbas. Então fomos em busca de um Carnaubal. Logo na saida da area urbana, encontramos um grupo de trabalhadores suando ao sol quente do meio dia, retirando palhas e as colocando para secar. Nos deparamos com um trabalho arduo, onde também haviam adolescentes que largaram a escola para conseguir sustento no Carnaubal. Mesmo sendo um trabalho massacrante, durante quatro meses é um dos poucos trabalhos seguros de pagamento imediato. Alguns admitiram que até compram fiado durante os outros oito meses do ano, para pagar com o trabalho da proxima colheita. Esse contexto é a formula perfeita para a perpetuação de uma outra maneira do trabalho escravo.

Carnaubais, Caraúbas/PI.

Carnaubais, Caraúbas/PI.

Menino no trabalho forçado dos carnaubais.

Menino no trabalho forçado dos carnaubais.

Fim de trabalho nos carnaubais. Caraúbas/PI.

Fim de trabalho nos carnaubais. Caraúbas/PI.

Trabalhador dos carnaubais, Caraúbas/PI.

Trabalhador dos carnaubais, Caraúbas/PI.

Trabalhador do carnaubal, Caraúbas/PI.

Trabalhador do carnaubal, Caraúbas/PI.

Seguimos para uma localidade onde as funcionarias do conselho tutelar identificaram que havia alcoolismo, consumo de drogas e gravidez na adolescencia. Assim que chegamos na primeira casa, ouvimos gritos e confusão. Ficamos apreensivos e não sabiamos o que esperar. De cara a mãe da familia parecia embriagada, e reclamava que seus beneficios do bolsa familia haviam sido cortados porque sua filha não ia para a escola por estar grávida. Encontramos a jovem com um olho roxo, e muitas marcas no corpo. Segundo ela, até as crianças de 12 anos bebiam. Com a nossa permanencia no local a mãe ficou com medo de retaliação por parte das autoridades, e começou a gritar e se descontrolar. Tivemos que sair o mais rapido possível.

A próxima parada foi o povoado da Chapada, onde encontramos uma enorme dificuldade de mobilização. Mesmo assim conseguimos realizar uma atividade que esclareceu a situação: o povoado estava dividido entre dois partidos politicos. A guerra politica levou a fragmentação e desunião local, dificultando até uma simples reunião para a nossa pesquisa. No caminho de volta para o centro urbano paramos para conversar com um pequeno produtor de leite, já que Caraúbas tem a reputação de ser uma das grandes fornecedoras de leite para a Delta (empresa de laticinios). Ele nos contou como a chamada cooperativa esta longe de funcionar como cooperativa. O preço do litro de leite é controlado pelo comprador que o mantem o mais baixo possivel. Com isso até o preço do gado está diminuindo. Hoje nosso pequeno produtor está perdendo dinheiro, e dá graças a deus pelo credito do Banco do Nordeste não ter saido para comprar as vacas que ele um dia aspirava.

Chapadas, Caraúbas/PI.

Chapadas, Caraúbas/PI.

Chapadas, Caraúbas/PI.

Chapadas, Caraúbas/PI.

Moradora de Chapadas, Caraúbas/PI.

Moradora de Chapadas, Caraúbas/PI.

Chapadas, Caraúbas/PI.

Chapadas, Caraúbas/PI.

Diversão, Chapadas, Caraúbas/PI.

Diversão, Chapadas, Caraúbas/PI.

Fim de tarde em Vermelho, Caraúbas/PI.

Fim de tarde em Vermelho, Caraúbas/PI.

Para o dia seguinte, tinhamos marcado uma reunião com jovens da localidade da Volta da Jurema.  Quando chegamos, fomos surpeendidos por um grupo de 30 jovens, entre 12 a 18 anos. A discussão foi bastante rica, onde os temas da educação e saúde foram priorizados. Como resultado da atividade, os participantes dicidiram formar um grupo de jovens para buscar melhoramentos para sua comunidade. Foi uma ótima surpresa nos deparar com jovens muito bem articulados, que souberam discutir com profundidade os temas da atividade. Caraúbas nos deixou a impressão de um município bastante fragmentado e de pouca articulação comunitária. Nos deparamos com povoados divididos e de difícil mobilização. Conhecemos trabalhadores pouco organizados e explorados. De qualquer maneira, os jovens demonstraram ter a força e o pensamento critico para buscar mudanças nas realidades em que vivem.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Atividade em grupo com jovens em Caraúbas/PI.

Anúncios

Uma resposta to “Caraúbas – 28 e 29 de novembro”

  1. otiia nunes Says:

    gosto muito do grupo de jovens,e uma maneira
    desses jovens de caraúbas se enteressarem por alguma coisa e crescerem com mais responsabilidades.parabens a tds os organizadores.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: