Esta é uma pesquisa para o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Alexandre Apsan Frediani, formado em Development Studies with Journalism, e doutorado em Planning pela Oxford Brookes University e trabalha agora no Development Planning Unit da University College London. (a.frediani@ucl.ac.uk)

Gustavo Pellizzon, jornalista e fotógrafo. (contato@gustavopellizzon.com)

Gustavo Pellizzon e Alexandre Apsan Frediani on the road and off-road!!!

Gustavo Pellizzon e Alexandre Apsan Frediani on the road and off-road!!!

Anúncios

37 Respostas to “Quem somos”

  1. Sasha e Juju Says:

    Parabéns pelo trabalho inspirador! Muito legal vocês criarem essa janela em um Brasil pouco visto. Abracos

  2. Marta Says:

    Muito legal o vosso trabalho e as fotos sao lindas!
    Marta

  3. Marcela Says:

    Oi pessoal,

    O blog está super legal! Podem atualizar que eu estou olhando todo dia!

    Bjokas Ma


  4. Gustavo e Alexandre, parabéns pelo trabalho bem executado, ótimas histórias e lindíssimas imagens.
    Abs.

  5. Jordi Says:

    Olá. Muito interessante a viajem-pesquisa de vocês. Espero que resultem varias respostas úteis para ajudar as comunidades mais carentes.
    Grande abraço

  6. jorge eduardo g. de melo Says:

    como voces constataram este e o retrato real da exclusao social.como prefeito eleito preciso e necessito de ajuda de todas as formas para mudar esta triste realidade.irei cumprir o meu papel como gestor e cidadao para resgatar a cidadania do povo de lagoa grande.um abraço!

  7. Priscila Iglesias Says:

    Parabéns pelo trabalho. Os relatos estão muito bons e as fotos excelentes. É animador conhecer projetos assim, que buscam ouvir diretamente as pessoas que vivem a mais dura realidade do país, além de instigá-las a constatarem suas maiores necessidades e pensar possíveis soluções. Não esqueçam de dar a essas comunidades um retorno sobre esta pesquisa da qual fizeram parte!
    Bjs,
    Priscila I.

  8. Tereza Maria Says:

    Olá, Parabéns pela pesquisa. Certamente foi um trabalho intenso e emocionante. Pois, puderam ver uma realidade que não é mostrada no dia-a-dia nos meios de comunição de nosso país.
    Gostaria de obter informações sobre o objtivo da pesquisa e os resultados positivos dessa. Bem como as ações, após essa pesquisa. Se possível gostaria muito de adquirir as imagens.
    Mais uma vez, Parabéns e sucesso em seus estudos.

  9. ANTONIO Says:

    é meus colegas vir aí ficaram bacanas mais e aí o jordao ? y o voo adiado hehhehe abraços brothers

  10. diego jezler Says:

    Parabens pelo blog.
    Legal poder conhecer um pouco mais sobre seu trabalho, as fotos me trouxeram recordacoes da Bahia e do Nordeste. abracos

  11. Valdiran Says:

    Olá, Gostei muito do trabalho de vcs realizado em Traipu/AL. Só que vcs ñ viram nada de degradação humana essas comunidade que vcs visitaram são as melhores da zona rural. Sou pastor Evangélico e trabalho na zona rural de traipu a minha Igreja está localizada no povoado de Capivara e atendemos mas de dez cominidade entre elas boncarada´nós sentimos na pele o que este povo da zona rural sofre os politicos trata esse povo como animais sem nenhuma assistencia social, a igreja destribui roupas, cesta basica e até socorro com o nosso veiculu que já ñ presta por falta de manutenção ás estradas. Portanto agradecemos pelo trabalho de vcs mas da proxima vez gostariamos que nos visitasse para aconpanha-los á essas comunidades. um abraços…………

  12. Tiago Lemos Says:

    Parabéns Gustavo e Alexandre!!!

    Trabalho bacana este que vcs estão desenvolvendo.

    Vou esperar um livro ou a exposição aqui em Fortaleza.

    Estou sentindo falta dos posts.

    Abraço


  13. muito legal o trabalho de voçes…se vierem a floripa,mandem um recado…valeu rapeize.

  14. maristela Says:

    olá.
    vi a reportagem da rede globo sobre a miseria dessas cidades. voces que as fizeram?
    gostaria de mais informações. se realmente o que foi falado ontem no fantastico sobre Dona Noemia de Traipu é realmente verdade. ela está recebendo os donativos anunciados? gostaria de saber de vcs qual a continuidade do trabalho e os projetos.
    obrigada
    maristela


  15. esse é um trabalho especial para ajudar o mundo inteiro a mudar porque tudo pode mudar principalmente a forma de pensar de determinadas pessoas quanto aos seus politicos, suas crianças e a natureza humana quanto ao meio ambiente, segurança , saúde , emprego e transporte
    nesse interim todos deveriamos nos unir mais para procurar promover a paz entre todos os povos

  16. Betânia Almeida Says:

    Parabéns pelo trabalho!

    Infelizmente parece que o governo brasileiro tem uma espécie de dom de Midas ao contrário: tudo em que toca, estraga.
    Aqui no Centro-Oeste tem um município chamado Cavalcante (Goiás) pelo qual se tem acesso a umas comunidades quilombolas (Kalungas).
    Eles viviam numa situação muito parecida com as retratadas por vocês. Daí veio o governo, construiu casas, colocou luz, deu gado e vive fazendo melhorias, mas não os ‘ensinou a pescar’…
    Hoje eles desmatam grandes áreas (protegidas) para criar o gado; muitos deixaram de trabalhar, já que ganham tudo do governo, nem preciso dizer que vários são alcóolatras; muitas mulheres engravidam para ganhar benefícios, sem ter como criar seus filhos depois.
    Por estarem num local de grande beleza natural e potencial turístico, em época de grande movimento os atrativos como trilhas e cachoeiras ficam cheias de turistas, além da capacidade de carga do local, pois não os ensinaram como explorar a atividade turística de forma sustentável.
    Enfim… espero que este trabalho dê frutos diferentes dos que estamos acostumados a ver por aqui.

    Desejo boa sorte a vocês, e sabedoria e amor para continuar a caminhada.

    Abraços

  17. marli Says:

    Parabéns pelo empenho de vcs nesta pesquisa.Imagino q tenha sido emocionante apesar, de triste estar em contato com essas diferenças negativas.Espero que o resultado possa levar a essas pessoas algo de positivo.Estarei sempre acessando.Abraço

  18. Eligilvan manoel Says:

    Belo projeto e gostei das fotos!

    Mostre esse Brasil que o Brasil nega há ver
    Pois o Brasil que se vê na tv é um Brasil midiático e patético. O verdadeiro Brasil esta diante de nossos olhos e negamos a encherga-lo.

  19. Michelle Borges Says:

    Olá rapazes!

    Parabéns pelo trabalho.
    Gostei muito do projeto. Fiquei sabendo do blog através do site Brasil ponto a ponto. Esta é uma iniciativa muito importante, pois mostra, infelizmente, a realidade do nosso país, onde a desigualdade social é gritante.
    As fotos são maravilhosas.
    Parabéns mais uma vez.

    Grande abraço;

    Michelle

  20. Isabela Motta Says:

    Gustavo, parabéns pelas fotos!
    Maravilhosas!

    Isabela – Vitória-ES

  21. ariela Says:

    Parabens é um site nota 1000000

  22. Gessica Romeiro Bonfim Says:

    Parabéns á vcs! 😀 admirável

    Escola Estadual Coronel Felipe de Brum

  23. geovana Says:

    uinto massa seu projeto parabens

  24. ELIENE Says:

    MUITAS VEZES OUVÍ, E AS VEZES ATÉ JÁ FALEI, EM MEIO AO DESESPEIRO DE VER TANTA MISÉRIA, TANTA VIOLÊNCIA,COM A FOME ACABANDO COM A SOCIEDADE, QUE ESSE MUNDO ESTÁ ( PERTO DO FIM ). AS VEZES ME DÁ MEDO DE LIGAR A TELEVISÃO E OUVIR NOTICIAS DE TRAGEDIAS.AS VEZES ESSAS TRAGEDIAS, SÃO REFLEXOS DA FOME.QUEM SABE SE REALMENTE O MUNDO SE UNIR NESSE MOMENTO DE CRISE A COISA ANDA? QUE DEUS ABEÇOE A TODOS NÓS. PARABENS AO TRABALHO DE VCS E ESPERO QUE TENHAMOS RESULTADOS POSITIVOS, É O QUE O MUNDO PRECISA.UM FORTE ABRAÇO A TODOS.

  25. Luana Says:

    “Somos pensantes capazes de fazer muito por esse país,tirar as idéias do papel seguindo rumo ao desenvolvimento atráves da “Educação”

  26. Guilherme pereira de sousa Says:

    muito bom a reportagem que fizeram na cidade de lagoa grande do maranhao, eu conheco muita aquela regiao e sei como o povo dali tem dificudade para viver principalmente no inverno…..
    Eu trabalho naquela regiao e estou todo mês e sei como tem dificuldades ao ir naquele municipio…
    Espero que voltem em lagoa grande para visitar a cidade…
    ok abraços


  27. Olha parabéns pelo trabalho de vocês, adorei as fotos e fiquei conhecendo lugares que com certeza não imaginava a existencia.

  28. Grezielly Lourenço Says:

    Gostei de conhecer o trabalho de vcs…
    Sou Assistente Social, estou desenvolvendo trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER pela Secretaria de Estado da Agricultura na Comuidade Uruçú-Traipu-Alagoas, desde janeiro deste ano.
    Podemos trocar informações ou experiências??

  29. André Dahre Says:

    Olá!

    É maravilhoso o trabalho de vocês e espero que a sua pesquisa possa abrir os horizontes de um Brasil pouco conhecido. Pessoas como vocês são necessárias no mundo de hoje. Algo me remeteu a esta poesia abaixo pelas coisas em que eu li:

    ****************************************

    No Circo

    (A João de Deus)

    Muito longe d’aqui, nem eu sei quando,
    Nem onde era esse mundo, em que eu vivia…
    Mas tão longe… que até dizer podia
    Que enquanto lá andei, andei sonhando…

    Porque era tudo ali aéreo e brando,
    E lúcida a existência amanhecia…
    E eu… leve como a luz… até que um dia
    Um vento me tomou, e vim rolando…

    Caí e achei-me, de repente, involto
    Em luta bestial, na arena fera,
    Onde um bruto furor bramia solto.

    Senti um monstro em mim nascer n’essa hora,
    E achei-me de improviso feito fera…
    — É assim que rujo entre leões agora!

    Antero de Quental, em “Sonetos”

    ****************************************

    Nos falamos no decorrer. Boa sorte e tudo de bom.

    Abraços,

    André Dahre


  30. Boa tarde, eu creio que o principal a ser mudado é a consciência de cada pessoa, nós temos que Amar o Próximo verdadeiramente como Jesus nos amou, o preconceito é a principal barreira que impede as pessoas de melhorarem as suas vidas e a da sociedade.
    O dia que assumirmos nossa fraqueza e pequenez e admitirmos a necessidade de Deus em nossas vidas, ai sim teremos um desenvolvimento e uma evolução significativa.
    Temos que nos unir em uma corrente e fazer o bem, sem reclamar, apenas Agir pela Paz.
    Parabéns por fazerem a parte de vocês, assumir as responsabilidades e não ficar procurando responsáveis, a responsabilidade é nossa, esse é o caminho para as mudanças!

  31. milton santos Says:

    ola em primeiro lugar eu quero parabenizar vcs por ter conhecido minha terra natal eu gostei muito da pesquisa espero que vcs vao outras veses la porque cada vez que muda de prefeito la araioses fica mais esquecida e destruida por politicos corruptos eu mora aqui em brasilia ha desz anos sempre quando eu posso eu vou la e vejo uma imagem de sofrimento e muita dor nas quelas pessoas mais carentes e sofridas so pessoas assi como vcs podem mudar araioses valeu meu nome e milton santos!!!!!!!


  32. Parabéns pelo trabalho!
    Deve ser encantador e ao mesmo tempo frustante conhecer realidades que vivem ainda em habitat primitivo. Sou maranhense e me envergonho dos nossos politicos chefe de Senado fazerem vistas grossas decádas e decádas dizem a mesma coisa em seus discurso para o próblema que vem se alastrando a muito tempo. Não quero ser pessímista, mas não sei se há esperança para estas comunidades ter qualidade de vida, sei que elas continuam contribuindo para os “cara de pau” representá-las e usufruir de toda regalia e esquecé-las.
    Mais uma vez, parabéns pelo trabalho fabuloso de incentivar as comunidades a escolherem melhor os seus representantes, mostrar que elas podem mudar a curso e ter perspectiva de vida e que elas também tem vez e voz.
    A dinamica foi bem interessante pois oportunizou os jovens/adultos a refletir sobre as suas escolhas, coisa raras entre eles, nessas comunidades a voz sempre é do lider.
    Vou ficar acessando o seu Blog pra mais informações dessa natureza.
    abraços a toda a equipe!!

    Elisvene Barros, Palmas-TO

  33. José Renato Says:

    Olá!
    Antes de tudo, parabéns pela vontade em entender o que acontece pelo Brasil para que tudo possa melhorar. Vi pela primeira vez o blog hoje e passarei a acompanhar.
    Mas tenho uma ressalva. A situação do país como vemos hoje é causada pelo domínio de que tem mais de conhecimento em cada região e explorou (e explora) o país. Não é novidade para ninguém que a solução a longo prazo é educar todo esse povo. Já que o conhecimento é fundamental, recomendo educar também pelo exemplo e sugiro mais cuidado com o português nesse blog tão importante, porque, desculpem, os textos que li aqui perdem um pouco de credibilidade com tantos erros…
    Mais uma vez, parabéns!
    José Renato


  34. BOA TARDE!
    GOSTEI MUITO DE CONHECER ESTE SITE,POIS ELE NOS TRAZ INFORMAÇÕES IMPORTANTES QUE AS VEZES PARECE ESTÁ ESQUECIDA,COMO É O CASO DA EXTRAÇÃO DE MADEIRA INLEGAL EM MINHA CIDADE NATAL(CENTRO DO GUILERME-MA)HOJE ME ENCONTRO EM SÃO LUIS-MA,MAS CONHEÇO BEM COMO FUCIONA REALMENTE AQUELA EXTRAÇÕA DE MADEIRA DAQUELA REGIÃO ATUALMENTE SOU SUPERVISOR DE VENDAS E UNIVERSITÁRIO E O QUE É MAIS IMPORTANTE E GRATIFICANTE,É QUE SOU CONTRA O DESMATAMENTO DAQUELA REGIÃO,E CLARO ESTOU SEMPRE PROTO PARA DAR INFORMAÇÕES QUE CONTRIBUIR COM O COMBATE A ESSAS AÇÕES CRIMINOSAS QUE É O DESMATAMENTO INLEGAL.

    SÃO lUÍS-MA,01 DE JULHO DE 2009

    ADALBERTO ARAUJO

  35. Patricia Amorim de Freita Says:

    A Igreja que congrego esta trabalhando em um Projeto social lindo, com o objetivo de levar ajuda(água,alimento,brinquedo,roupa,calçados…) aos moradores quase miseráveis de Traipu, como só conhecemos o que assistimos na reportagem “O Brasil dos Excluidos” no programa do Fantástico no dia 1° de Março, gostariamos de poder conversar sobre a nossa ida à Traipu, e assim se possivel conseguir alguma orientação sobre hospedagem,transporte,etc…
    Por favor entre em contato, estou aguardando ansiosa, Deus vos Abençõe!!!

  36. Theresa Maria Muniz Ribeiro de la Iglesia Says:

    Bom dia Gustavo e Alexandre!

    Adorei o trabalho de vocês.

    O Ministério Público do Maranhão idealizou o projeto Positivando o IDH do Maranhão e, com isso, também vamos percorrer vários municípios para mudar esta realidade cruel. O Centro do Guilherme é o município com o IDH mais baixo do Maranhão. O Índice de Desenvolvimento Humano – IDH tem como parâmetro a Educação, a Saúde e a Renda do município. Queremos mudar esta realidade! Queremos diminuir a pobreza do nosso Estado!
    Um grande abraço! Valeu.
    Theresa Muniz de la Iglesia.
    Promotora de Justiça

    Mun local.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: